quarta-feira, 27 de maio de 2015

Xurxo Souto apresenta o seu livro "Contos do Mar de Irlanda"

 ...o sábado dia 6 de Junho, ás 18:00 horas, na Xebra!


«As cousas do mar nom se contan na terra», dixo o Machím de Mugia. Galiza é umha pedra chantada no Atlántico e um espaço marinho que abrangue todos os océanos. Quiçá um marinheiro do Berbés nom saiba onde queda Fonfria, aló arriba na montanha, mas todos sabem de Capetom, Cape Town, no fim de África. Um marinheiro do Muro nom saberá, quiçá, de Olelas, na raia de Portugal, mas todos sabem de Antuerpe, que é como lhe dim em galego do mar a Amberes, o gram porto do Norte. Prodigioso saber gremial, absolutamente vedado a terrícolas e terrícolos. Compre romper com esta fronteira de silêncio. E compre principiar a molhar-se na água mais doméstica: o Gram Sol. Caladoiros tam humanizados polos nossos avós que dende há moitas décadas tenhem nome em galego. Embarca-te nestas palavras. Além do paralelo 48º N, o Mar das Galinhas, a Cona da Velha, a Ferradura aguardam. Está subindo a maré, tu nom quedes varado em seco.